Biografia - Toni Ramos

Toni Ramos Gonçalves nasceu em 29 de setembro de 1971, na cidade de Itaúna MG. Escritor autodidata estreou na literatura no ano de 1996 com a novela juvenil “O último por do sol” e prefácio do historiador Guaracy Castro Nogueira. Leitor assíduo de revistas em quadrinhos, sempre se destacou nas redações onde teve o incentivo do professor de português Antônio Gontijo. Outra grande incentivadora foi a escritora Maria Lúcia Mendes que leu em primeira mão seu primeiro livro.

No ano de 1996 conquistou o 2º lugar no Concurso de Contos Rangel Coelho com o conto intitulado “Em nome de Deus”, sua primeira premiação de destaque, que iria redirecionar sua carreira literária.

A partir dessa conquista e motivado pelo escritor David de Carvalho começou a se dedicar ao gênero dos contos. Nos anos seguintes continuou a ser destaque no concurso municipal de sua cidade:

  • 1997 – Menção honrosa com o conto “Aprendendo a Morrer”;
  • 1998 – 2º lugar com “As exigências de Marlene”, menção honrosa com o conto “O casamento de minha prima”;
  • 1999 – 1º lugar com o conto “Os olhos de meu pai”, 2º lugar com o conto “No silêncio da noite”, Menção honrosa com o conto “Aconteceu naquele dia”;
  • Ainda no ano de 1999, o conto “Os olhos de meu pai” ficou em 2º lugar no Concurso de Contos de Boa Esperança MG, em âmbito nacional.
  • 2000 – Menção honrosa com o conto “Brinquedos Quebrados” no concurso municipal;
  • 2002 – 1º lugar com o conto “As agruras de um doido varrido”, 2º lugar com um “Dia a mais”, no concurso municipal, sendo o primeiro e único poema que escreveu, preferindo não se aventurar mais nesse gênero;
  • 2003 – 1º lugar com o conto “Párias do Sertão” no Concurso Estadual de Contos realizado na cidade de Ipatinga MG;
  • 2004 – 3º lugar com o conto “A primeira chuva” no Concurso Estadual de Contos realizado na cidade de Ipatinga MG;
  • 2005 – 1º lugar com o conto “A Visita”, 3º lugar “O colar de fios de ouro” no Concurso Estadual de Contos realizado na cidade de Ipatinga MG.

É bom lembrar que durante a adolescência e início da juventude teve quatro crônicas premiadas em concursos promovidos pela pastoral da Juventude, nas cidades de Pitangui MG, Nova Serrana MG, Pará de Minas MG e Itaúna MG.

Seu segundo livro, “Coisas da vida”, primeira coletânea de contos, foi publicado em 1998 e teve edição esgotada em pouco mais de cinco meses.

O terceiro livro foi publicado em 2003, “Calíope – Contos Premiados”. Foi muito bem recebido pelos leitores, pela qualidade da escrita.

Em 2009 saiu uma edição do editor “Contos premiados 2” com alguns contos inéditos.

Do período de 2006 a 2014 o escritor viveu um período de reclusão, comum entre aqueles que escrevem, para se dedicar a família e ao trabalho. Casado há mais de vinte anos com a dedicada esposa Maria Nadir de Vasconcelos Ramos e pai de dois filhos: Havilah Lucas e Ramon Elias. Trabalha há mais de 30 anos no ramo de Funilaria Industrial, onde é profissional autônomo.

Retornou a literatura em 2014, criando um perfil literário no Facebook, o GRUPO DE ESCRITORES ITAUNENSES, fundamental para a fundação da Academia Itaunense de Letras, onde os escritores se organizaram para a realização de algo almejado pela cidade de Itaúna MG, há mais de quarenta anos. Iniciou-se assim um novo movimento literário e cultural, dando espaço aos jovens talentos. Neste mesmo período, foi o organizador e coautor das coletâneas “Essências” (2015) e “Olhares Múltiplos” (2016).

E por ironia do destino, o escritor autodidata, que cresceu nos arredores do Morro do Rosário (onde iniciou o povoamento da cidade), primogênito de uma família humilde, pais analfabetos, órfão na juventude, para que na manhã do dia 16 de setembro de 2015, fosse um dos fundadores e eleito o primeiro Presidente da Academia Itaunense de Letras. Ocupa a cadeira sete, cujo patrono é João Guimarães Rosa.

Participou de algumas antologias por este Brasil afora:

  • 1º Concurso de contos – Academia Dorense de Letras – Boa Esperança MG em 1999;
  • Modernos contos brasileiros 4 – Varginha MG em 2005;
  • Prosa Gerais – Ipatinga MG em 2006;
  • ATL em verso e prosa! – Teixeira de Freitas BA em 2016;

 

Atualmente, dedica as horas vagas a leitura, a escrita de seus contos e busca uma editora para publicação dos seus livros “Párias do Sertão” e “Longe de qualquer estrada” ainda inéditos.

 

Your browser is out of date. It has security vulnerabilities and may not display all features on this site and other sites.

Please update your browser using one of modern browsers (Google Chrome, Opera, Firefox, IE 10).

X