Presidente da AILE e Coordenador do Curso de Direito da Universidade de Itaúna prefacia o livro: Processo, alteridade e alternatividade na proteção dos direitos fundamentais

 

Na noite de sexta-feira, dia 04 de maio de 2018, o Presidente da Academia Itaunense de Letras, AILE – Prof. Arnaldo de Souza Ribeiro participou do lançamento do livro: Processo, alteridade e alternatividade na proteção dos direitos fundamentais, por ele prefaciado.

Em sua participação, Prof. Arnaldo iniciou seu discurso mencionando pensamentos de duas grandes personalidades da História: Harry S. Truman e Isaac Newton, citando o primeiro em “Nem todos os leitores são líderes, mas todos os líderes são leitores” e o segundo em “Se cheguei até aqui foi porque me apoiei no ombro de gigantes que me antecederam”. Na sequência, agradeceu a professora Edilente Lobo pela deferência e comentou sobre a importância da implantação do Programa de Mestrado em Direitos Fundamentais da Universidade de Itaúna. Disse ainda, que durante as aulas, seminários e defesas de Dissertações, são constantes o fluir e o multiplicar de novos pensamentos e ensinamentos que contribuem para a efetivação e a consolidação do Estado Democrático de Direito, nos exatos termos esculpidos na Constituição Federal de 05 de outubro de 1988.

Sobre a obra

O livro é composto de sete Capítulos ecléticos, escritos por autores diferentes, que dialogam e complementam-se entre si, considerando que a temática de todos tem em comum o bem-estar do cidadão e a efetivação do Estado Democrático de Direito:

  • A justiça restaurativa e a democratização do processo por meio da participação da vítima – Álisson Thiago de Assis Campos;
  • A reforma trabalhista e o agravamento da crise do direito sindical brasileiro – Daniela Muradas Reis e Adriana L. S. Lamounier Rodrigues;
  • Direito à saúde dos refugiados: perspectivas sob a luz do princípio da universalidade e da regra interpretativa pro homine – Julieth Lais do Carmo Matosinhos Resende;
  • Educação para a cultura da paz: alternativa para a desjudicialização de conflito – Liliana Maria Gomes;
  • Programa São Paulo cidade linda: programa São Paulo cidade cinza – Mariel Rodrigues Pelet;
  • As interseções nos caminhos de Themis e Calíope: um estudo das relações entre o direito, arte e literatura – Poliana Cristina Gonçalves;
  • Direito fundamental à proteção do mínimo salarial: vedação à omissão na adoção de políticas protetivas contra a corrosão da moeda – Edilene Lobo e Frederico Dutra Santiago.

Segundo o Prof. Arnaldo, a obra guarda grande importância, principalmente em um momento em que o Brasil clama por líderes competentes e isentos. Portanto, nas palavras do Presidente da AILE,

“é de bom alvitre que as Universidades e as pesquisas acadêmicas voltem a contribuir para a formação de novos lideres, e que os façam compromissados com a efetivação dos princípios morais, éticos e na busca da efetivação do estado democrático de direito. Desse modo, a leitura e o estudo de livros da qualidade e conteúdos, do ora prefaciado e disponibilizado, indubitavelmente será um efetivo e eficaz instrumento transformador de estudantes e leitores, em verdadeiros e edificantes lideres” – concluiu.

 

Your browser is out of date. It has security vulnerabilities and may not display all features on this site and other sites.

Please update your browser using one of modern browsers (Google Chrome, Opera, Firefox, IE 10).

X